PETIT LE MANS

  • 00Days
  • 00Hours
  • 00Minutes

RUI

ANDRADE

PETIT LE MANS

  • 00Days
  • 00Hours
  • 00Minutes

RUI

ANDRADE

RUI

ANDRADE

HABSBURG E ANDRADE NO PÓDIO EM DAYTONA

Facebook
Twitter
LinkedIn
Rui Andrade e Ferdinand Habsburg terminaram P3 em LMP2 no Rolex 24 em Daytona com a Tower Motorsport

O vencedor de Le Mans e campeão da FIA WEC LMP2, Habsburg, e o campeão da ELMS Pro-AM de 2021, Andrade, iniciaram a temporada de corridas de 2022 no ‘World Center of Racing’, partilhando o carro LMP2 da Torre #8 com o campeão europeu de LMP2 Louis Deletraz e o team owner John Farano.

A 60.ª corrida da icónica corrida colocou a grelha de 61 carros num desafio com temperaturas invulgarmente baixas e chuva severa nas sessões de treinos que antecederam a corrida.

João Farano fez um arranque limpo a partir do P8 e completou uma dupla-passe sólida antes de passar a roda para Rui duas horas depois. O angolano de 22 anos que está a fazer uma dupla campanha este ano a correr na IMSA Michelin Endurance Cup e na FIA WEC fez história ao ser o primeiro do seu país a entrar numa corrida nos EUA, e não desiludiu. O condutor apoiado pela Sonangol teve uma corrida impecável, lidando com o tráfego insano causado pelos 61 carros em 5 classes diferentes, e as temperaturas extremas baixas como um verdadeiro profissional.

Ferdinand chegou pela primeira vez à pista sete horas depois, assumindo o comando do Farano no sexto lugar e não demorou muito para o austríaco de 24 anos rastejar pelo campo e, na sequência de uma exibição dominante, ter agarrado a liderança da classe. Depois de uma tripla passagem estelar, o piloto patrocinado pela REMUS Sportexhaust passou a batuta para Deletraz, e o quarteto da Torre controlou a corrida a partir desse momento. Até que o desastre atingiu os estágios finais da corrida de 24 horas. Logo após o boxe para um conjunto de pneus frescos, o Oreca #8 pegou uma punção, forçando-os a fazer uma paragem extra que os jogou de volta no P3.

Depois disso, foi tudo dentro ou nada para a dupla de Habsburgo e Deletraz que lutaram contra si mesmos de volta à liderança, mas não era para ser para o esquadrão torre desta vez. Com apenas 15 minutos de atraso, o carro perseguidor dos Dragonspeed apanhou a Torre Oreca nº 8, obrigando-os a sair da pista que os fez cair para o terceiro lugar e foi aí que cruzaram a linha de chegada.

Rui Andrade conquistou o seu primeiro pódio numa corrida de 24H na sua estreia em Daytona, enquanto Ferdinand conquistou o seu primeiro troféu no Rolex 24.

Ferdinand Habsburg:

“É uma pílula amarga para engolir. Demos o nosso melhor, e já tínhamos os dedos no troféu dos vencedores, mas escapou nos últimos minutos. Estou orgulhoso da nossa equipa, o Rui, o Louis e o John e todos os tipos da Torre fizeram um trabalho fantástico durante toda a corrida, mas vamos lutar mais um dia. Tenho alguns assuntos pendentes com Daytona e mal posso esperar para voltar para cá no próximo ano.”

Rui Andrade:

“É difícil encontrar as palavras. Estou desapontado porque estivemos tão perto da vitória, mas infelizmente faz parte do jogo e ainda há muitos positivos para tirar do meu primeiro Rolex 24. Tem sido uma experiência fantástica e teve uma corrida de arrasar ao lado de Luís, João e Ferdinand. A Tower Motorsport forneceu-nos o carro perfeito e fez um trabalho incrível nas táticas e paragens nas boxes. Mal posso esperar para estar de volta com eles em Sebring para lutar pela vitória que todos merecemos.”

More to explorer

ANDRADE REIVINDICA PÓDIO EM SPA

Rui Andrade, companheiros de equipa, Ferdinand Habsburg e Norman Nato, defrontaram os elementos nas Ardenas para terminarem em segundo lugar nas 6horas de Spa da FIA World Endurance Championship.

Scroll to Top